GRANDES VULTOS DA MAÇONARIA GOIANA

 

AGENOR DIAMANTINO

AGENOR DIAMANTINO Venerável-Mestre da Loja Maçônica "Estrella Rioverdense" nos período: 1944/45, 1945/46, 1948/49, 1949/50, 1951/52 e 1953/54

Nascimento: 12/01/1902 em Rio Verde GO

Filiação: Matilde Raquel Diamantino

Profissão: Empresário e Político

Iniciado na Loja Maçônica "Luz e Caridade" de Uberlândia MG, em 03/04/1934, elevado em 05/04/1934, exaltado em 05/04/1934.

Fundador das Lojas Maçônicas: "Estrella Rioverdense" em 1936, "Estrela Diamantina" em Paraúna 1942/43, e do Grande Oriente do Estado de Goiás na condição de representante da Loja Maçônica "Estrella Rioverdense".

Título honorifico: em 29/03/1974 foi registrado o título de Emérito da Loja Maçônica "Estrella Rioverdense".

Agenor Diamantino destacando-se como maçom dinâmico, qualidade que já era conhecida no mundo profano e ajudara a elegê-lo Vereador e Deputado Estadual, de onde fora conduzido a uma Secretaria de Estado.

Agenor Diamantino exerceu a venerança da Loja Maçônica Estrella Rioverdense, por várias vezes; no primeiro mandato (1941/42), iniciou nesta Loja profanos residentes no Termo Judiciário de Paraúna e, entre eles, o hoje Irmão Ernesto Gomes da Silva (falecido quando da publicação deste, em 13/04/1996), Serventuário da Justiça, que viu a Luz no dia 29 de junho de 1942.

No seu segundo mandato, como Venerável ((1942/43), incentivou os Irmãos residentes em Paraúna a fundar uma Loja Maçônica na cidade, e contribuiu, decisivamente, para torná-la realidade.

Falecimento: 23/05/1975

Fonte: GOEG e artigo "Uma Estrela que perdeu o brilho"


Vida Política e Parlamentar

Vereador à Câmara Municipal de Rio Verde, PSD, 1951-1955

Deputado Estadual, PSD, 3.ª Legislatura, 1955-1959. Licencia-se em julho de 1958 para assumir Secretaria de Estado.

Secretário de Estado de Viação e Obras Públicas, administração José (Juca) Ludovico de Almeida.

Ligado a Juca, acompanha-o no seu rompimento com o PSD e o apoia na sua candidatura ao governo estadual em 1960.

Outras Informações:

Pertenceu aos quadros do PCB.

Espírita, era adepto de Alan Kardec

Fonte: site da Assembléia Legislativa de Goiás
 


Nasceu em Rio Verde, no dia 12 de janeiro de 1902 e faleceu no 30 de maio de 1975. Era filho de Matildes Raquel Diamantino e de Afonso Diamantino, que morreu antes do nascimento do filho Agenor. Além de Agenor, Matildes teve, também, Afonso Afonso Geraldo Diamantino, nascido em 1897, que faleceu em idade avançada.

Afonso foi construtor nesta cidade e com Agenor participou da maçonaria, tendo sido este um dos doze fundadores da “Estrela Rioverdense", fato ocorrido em 11 de maio de 1936. Cinco dias depois, Agenor ofereceu a planta da futura sede, que se encontra no Palácio Maçônico da Nilo Peçanha. Agenor foi um dos mais destacados líderes da maçonaria sudoestina, tanto que se criou, no dia 12.7.1943, em Paraúna, a Loja, não mais existente, com o título “Estrela Diamantina”, em sua honra. Teve seis mandatos de venerável da “Estrela Rioverdense” e galgou elevados graus da Ordem.

Antes de se filiar no PSD o fez no PC do B, em 1945, pelo qual postulou e perdeu cadeira de deputado estadual. Sua filiação no PSD mereceu manifesto do Comitê Municipal do Partido Comunista do Brasil, datado de 1º de setembro de 1950, condenando, com veemência, sua atitude. Por esse partido, ou seja, PSD, elegeu-se vereador em 1954. Em março de 1955 teve início o mandato de governador do José Ludovico de Almeida, que se encerrou dia 31 de janeiro de 1959, sucedido por José Feliciano Ferreira, seu aliado, que derrotara o rio-verdense, César da Cunha Bastos, da UDN, na eleição de 3.10.1958. Tendo sido de somente dois anos a gestão do Feliciano, no dia 3 de outubro de 1960 deu-se o pleito para suceder-lhe, disputado por Mauro Borges, do PSD, contra o ex-governador, Juca Ludovico, que rompera com essa agremiação e se agasalhara no PSP, partido coligado com a UDN e PDC. Agenor, que fora secretário de Obras do governo Juca, acompanhou o ex-governador no rompimento com o PSD e, também da candidatura.

Por Filadelfo Borges de Lima

Fonte: site da Câmara Municipal de Rio Verde GO.

 

 

Voltar ao início

 

Abel Tolentino
Webmaster