LOJA MAÇÔNICA PAZ E AMOR III 0923

Data da Fundação: 27/10/1913
Data da Regularizada: 07/12/1914
Endereço: RUA DR. PEDRO LUDOVICO, 179
Bairro: CENTRO - Caixa Postal 59
Cidade: CATALÃO - GO Cep: 75.701-970
Sessão: TERÇA Rito: ESCOCÊS
Títulos:  Estrela da Distinção Maçônica (GOB), Distinção Maçônica (GOEG),  Grande Benfeitora da Ordem (GOB)

No ano de 1.913, Catalão já era uma cidade pujante e progressista. A "roça do Catalão" iniciada no ano de 1.722 que era para apenas fornecer suprimentos para a volta da Bandeira de Bartolomeu Bueno da Silva Filho, que adentrou os sertões da Capitania de Goiás em busca de ouro e índios para servirem de escravos, não mais existia, em seu lugar, havia uma cidade almejada por imigrantes italianos, sírios,  libaneses, turcos, portugueses, franceses, ingleses, alemães, holandeses e de outros locais do dito "Velho Mundo", vislumbravam o mesmo que os colonizadores no distante ano de 1.722 buscando oportunidade entre nações e povos.

Neste mesmo ano chegou ao conhecimento de algumas pessoas a existência de uma Ordem organizada no "Velho Mundo", já milenar, cujo objetivo era indagar a verdade, estudar a moral e praticar a solidariedade, trabalhando pelo aperfeiçoamento intelectual da humanidade. Com bases nestes princípios, um grupo de homens catalanos, livres e de bons costumes, os senhores: Bento Xavier Garcia, Victor Grezzi, Alfredo Sampaio, João César Fleury, Antonio Thomaz, Virgílio Gomes Moreirae david Camões de Mendonça, fundaram em Catalão uma Loja Maçônica que foi denominada: Augusta e Respeitável Loja Maçônica Paz e Amor III, isto se deu exatamente no dia 27 de outubro de 1.913.

Catalão, apesar de sua calma aparente, tinha muitos conflitos, principalmente na política, em que tudo se resolvia na bala das (Carabinas Papo Roxo e Papo Amarelo), quase sempre aconteciam tiroteios e mortes. Seria esta Ordem a solução para pacificar as sangrentas batalhas políticas e desavenças existentes em nossa cidade? O nome Paz e Amor era bastante sugestivo, mas será que iria dar certo, a população aceitaria de bom grado esta nova ordem? O que estas pessoas fazem? Tudo o que dizem e fazem é segredo, por quê? São perguntas que as pessoas cansaram de ouvir, mas ainda hoje, após 99 anos de existência, em pleno século XXI, ainda se ouve.

Desde sua fundação até os dias atuais, os maçons, e a ordem como um todo, tem estado muito a par dos acontecimentos, não só em Catalão, mas no mundo todo, indagando, discutindo ou pelo menos tomando conhecimento dos graves problemas que vem afligindo a população, que vão desde o comportamento e atuação dos governantes à moral e ao civismo da população.

O tempo não para, caminha a passos largos. Assim como a Loja Maçônica Paz e Amor III cresce a cada dia e recebe mais adeptos e simpatizantes. Os melhores escolhidos entre os bons, fazem parte do seu quadro social, se inteirando dos problemas que mais afligem a população catalana, laborando silenciosa e discretamente. A Loja aglomera em seu bojo todas as etnias políticas e família desta cidade, em constante desenvolvimento; não se envolve politicamente, e nem religiosamente, mas respeita a opção de cada um de seus membros; não permite discussões e, se necessário age sem dó nem piedade, reprimindo os Obreiros que cometerem faltas abusivas no mundo profano, principalmente as que ferem a moral e os bons costumes. Aplica muitas vezes até expulsão destes Obreiros, de seus quadros.

A história da Loja Maçônica Paz e Amor III faz parte da história do crescimento de Catalão. Como todo crescimento geram transtornos que precisam ser superados, nessa missão sempre houve a presença da Ordem, fossem os problemas econômicos, políticos ou sociais.

Pois em todos os acontecimentos, sejam na economia, na política ou no social,  sempre havia a presença da Ordem colaborando ou tentando uma solução. Como exemplo cita-se  um fato ocorrido no ano de 1.915, quando necessitava organizar a distribuição de água na cidade, que compunha apenas de um rego d’água, do qual saia todo abastecimento. Para esta organização o poder publico Municipal sugeriu a Loja Maçônica que assumisse esta distribuição, por confiar na responsabilidade e competência de seus Membros, que apenas nomeou uma comissão para auxiliar na solução deste problema, deixando a responsabilidade aos Governantes, como é feito nos dias atuais.

Na década de 20, a instrução em Catalão era muito carente, principalmente após e fechamento do Colégio Sagrada Família, ficando os Jovens sem opção de prosseguirem seus estudos, preocupados com este problema, um grupo de pessoas liderados por Randolpho Campos, procurou o chefe político local e conseguiram trazer da Espanha 05 madres agostinianas  para fundar o Colégio N. Sra. Mãe de Deus, atuante até os dias de hoje, com seus 92  de anos de funcionamento, educando e preparando o futuro dos filhos catalanos, revolucionando o ensino na progressista cidade. Mas o que a Maçonaria tem com a criação deste Colégio? A Igreja Católica não era contra a Maçonaria? (O Vaticano  Em 24 de abril de 1738, o Papa Clemente XII escreve a encíclica IN EMINENTI, em que condenou abertamente pela primeira vez a maçonaria.

A partir dessa palavra oficial da Igreja foi proibido aos católicos pertencer á maçonaria). A Maçonaria tem participação neste fato importante sim, pois Randolpho Campos foi um celebre Maçom, homem culto, escritor ilustre, advogado brilhante, 3º. Venerável da Loja e Professor naquele estabelecimento de ensino. Imaginem sua dificuldade em conciliar ser Maçom e Trabalhar em um Colégio dirigido por Freiras Agostinianas pode-se ter a certeza que seu aprendizado maçônico muito ajudou, principalmente no que se refere a tolerância, portanto está ai a participação da Loja Maçônica.

A parte filantrópica da Maçonaria, também merece destaque especial, no ano de 1.957, é iniciado um trabalho para a construção de um abrigo para pessoas carentes, órfãs e viúvas, após ouvir os integrantes do quadro social, decidiu-se que a Loja se responsabilizasse para a construção deste abrigo e com uma ação liderada pelo Venerável Bento Rodrigues de Paula foi concretizado este intento, solicitando recursos de Lojas existentes no país, com auxilio recebido de diversas co-irmãs, participação ativa dos membros do quadro social e sociedade catalana, construiu-se o Lar dos Órfãos Pobres – Casa da Viúvas, que abrigava e dava guarda aos menos favorecidos pela sorte. Esta filantropia é praticada pelas Associação das Damas Maçônicas Fraternidade Feminina Paz e Amor.

Mais uma vez, precisou a loja adaptar-se ao progresso, que necessitava de melhorias no atendimento social e através de um trabalho desenvolvido entre o Poder Público Municipal e uma empresa privada a Anglo American foi construído o Hospital Materno Infantil e Centro Integrado da Mulher, que em suas diversas áreas de atuação médica, atende as gestantes e crianças desde o nascimento até a idade de 01 ano. É um orgulho grande para a Loja Maçônica Paz e Amor III ter contribuído com esta construção que com certeza no futuro sempre será lembrada como a Precurssora do imponente Hospital Materno Infantil.

Falar do trabalho desenvolvido pela Loja Maçônica Paz e Amor III é descrever a historia de Catalão, desde a sua fundação até os dias atuais, não raramente existe um fato em seu desenvolvimento que não existe a participação da Maçonaria, por menor que seja e por isto diz que as historias se misturam.

Nos últimos 99 anos, a Loja Maçônica cresceu,  a cidade de Catalão também, e em seus momentos de difíceis decisões, conflitos políticos, econômicos e sociais persistirão nas próximas décadas, mas como sempre a Maçonaria estará presente neste momentos com a punjança de seus membros desde o mais simples e humilde ao portador da mais alta honraria a lutar e construir um caminho de glórias que o tempo jamais destruirá, sendo responsáveis pela continuidade do trabalho iniciado pela ousadia de seus fundadores, tornando-a cada vez mais forte, atuante e respeitada no bojo da sociedade catalana, como sempre fora e sob a proteção do Grande Arquiteto do Universo, trilhando os caminhos de Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

Pelos feitos realizados, a Loja Maçônica Paz e Amor III, é detentora de diversas Condecorações, inclusive a mais alta comenda do Mérito Legislativo do Estado de Goiás, que é a Comenda Pedro Ludovico Teixeira. E é também portadora da Comenda Estrela da Distinção Maçônica e Grande Benfeitora da ordem outorgados pelo Grande Oriente do Brasil. E Distinção Maçônica e Comenda do Mérito Maçônico Jair Assis Ribeiros, ambas outorgadas pelo Grande Oriente do Estado de Goiás.

Trabalho tirado do site da Loja Maçônica Paz e Amor III.

Abel Tolentino
WebMaster