LOJA MAÇÔNICA ALVORADA GOIANA  1949

Nome: ALVORADA GOIANA Nº 1949
Data da Fundação: 21/10/1975 Data da Regularização: 05/02/1977
E-mail: alvorada@alvoradagoiana.org.br
Endereço: RUA ARMOGASTE JOSÉ DA SILVEIRA Bairro: MARECHAL RONDON
Cidade: GOIÂNIA - GO  Cep: 74.560-900
Sessão: QUINTA Rito: ESCOCÊS
Link: Alvorada Goiana

Estandarte da Loja Maçõnica Alvorada Goiana 1949

 

Histórico da Loja Maçônica Alvorada Goiana 1949

 

A busca de oportunidades várias, tais como: mercado de trabalho, escola para os filhos ou interesse comercial, traz a Goiânia pessoas oriundas dos mais variados rincões, quer seja por laços de família ou amizade antiga, vão se agrupando os providos do mesmo Oriente.

A regra não foi exceção, para os irmãos que vieram da "Estrela Buritialegrense", que sem perderem o contato entre si, ao invés de se filiarem à uma das Lojas já existentes no Oriente de Goiânia, resolveram fundar uma Loja, para darem continuidade ao trabalho maçônico iniciado naquele Oriente.

A idéia inicial, era que o quadro fosse constituído por irmãos que pertenceram à Loja "Estrela Buritialegrense" e que a nova Loja continuasse com o mesmo nome, ou seja "Estrela Buritialegrense II". No entanto, em virtude do número insuficiente para a formação de uma Loja que já nascesse em sólido alicerce, refluiram da pretensão inicial e iniciaram as reuniões preliminares com Obreiros da "Luz e Virtude" do Oriente de Piracanjuba, "Lealdade e Justiça II" do Oriente de Anápolis e os filhos da "Estrela Buritialegrense".

Sérios obstáculos foram encontrados mas, conhecedores do adágio de que "a união faz a força", buscando no amor à Ordem e na união fraterna reinante no grupo, as forças necessárias para superar os problemas, continuaram a extração de pedras na jazida e com o cinzel e o maço, foram dando forma até que se tornassem úteis para a edificação do templo Maçônico que já existia de direito dentro do coração de cada membro e assim, superando barreiras por barreiras para ao final de homérica luta e dentro de um espaço de tempo até pequeno, e contando com a cooperação da administração do Grande Oriente do Estado de Goiás e de vários Irmãos , a futura Loja tornou-se um fato concreto.

A primeira reunião preparatória para a constituição da futura Loja, foi realizada na residência do Irmão Demerval Machado. Assinaram presença, os seguintes Irmãos João Alves da Costa, Fábio Dajar Jaime, Atalicio Dias Pinheiro, Nelson Galdino dos Santos, Divino Machado de Farias, Octacílio Ribeiro de Vasconcelos, José Benedito da Silva.

Na oportunidade, foi discutida a viabilidade da fundação da Loja, traçado o roteiro das primeiras providências e marcando a data da segunda reunião. Foi lavrada ata que após a aprovação, foi assinada pelos presentes.

O entusiasmo desta primeira reunião, foi tão contagiante, que formou-se uma simbólica "Cadeia de União" entre o grupo e cada um como se fosse um elo de aço; partiu consciente de que o projeto em breve se tornaria realidade e que com o auxilio do GADU, brevemente teriam um Templo, onde pudessem nivelar no trabalho, para o engrandecimento da Ordem Maçônica.

Após a primeira reunião, outras foram acontecendo e a idéia tornando realidade.

No dia 06 de outubro de 1975, em uma reunião acontecida na residência do IrOctacílio Ribeiro de Vasconcelos, após vários estudos, chegaram à conclusão de que sendo a Maçonaria uma instituição universal, incompatível com sentimentos bairristas, não seria de bom alvitre persistirem na idéia de "extensionismo"da Loja Maçônica Estrela Buritialegrense e na oportunidade, por sugestão do Irmão João Alves da Costa, foi acatado o nome de "ALVORADA GOIANA", para o batismo da futura loja em criação.

Aproveitando o grande espírito fraternal da ARL "ORDEM E PROGRESSO II", que gentilmente cedeu às instalações de seu Templo, no dia 21 de outubro do mesmo ano, aconteceu a primeira reunião em Templo.

Na oportunidade, foi escolhido como rito, o "Escocês Antigo e Aceito". Ainda na mesma sessão, foi eleita a diretoria provisória e imediatamente empossada. Foi de tão grande importância esta primeira reunião em Templo, que, de comum acordo ficou decidido que o dia 21 de Outubro de 1975, passaria a ser considerado o dia da FUNDAÇÃO DA "ALVORADA GOIANA" e como isto aconteceu em uma terça feira, também ficou designado que seria este o dia das reuniões semanais.

A sessão Magna da Regularização da Loja, aconteceu no dia 05 de Fevereiro de 1977. A comissão de regularização foi nomeada pelo Eminente Grão-Mestre Jair Assis Ribeiro e ficou assim constituída: Levino Albino de Faria, Eurípedes Barsanulfo Junqueira, Benedito da Silva Albuquerque, Amaury de Sena Ayres, Artur da Cunha Bastos Filho, Jaime de Souza Santos e Orimar de Bastos.

O mesmo dia da regularização, deu-se a primeira Sessão Magna de Iniciação que foi presidida pelo Eminente Grão-Mestre Estadual Jair Assis Ribeiro. Receberam a Luz, os seguintes neófitos: Gibson Carlos Monh Mundim, Walter Getúlio da Silva, Osvaldo Dias da Silva e Dagoberto de Souza Machado.

Em 23 de maio de 1977, deu-se a primeira eleição para diretoria da loja já constituída, com mandato para o biênio - 1977 a 1979 , sendo eleitos os seguintes Irmãos: Venerável : João Alves da Costa, 1º Vigilante Octacílio Ribeiro de Vasconcelos, 2º Vigilante Erotildes Cabral Quixabeira, Orador : Fábio Dajar Jaime Tesoureiro : Alberto de Melo.

Todos os Irmãos fundadores, participaram na confecção do estandarte da Loja sendo o lema escolhido por unanimidade "UNIR, PARA O BEM SERVIR".

"Alvorada Goiana"
Zezé leão


Espaçam-se os gemidos dos pássaros da noite,
Que nos causam pavor, como se próximos aos açoites de carrasco invisível da ante-madrugada;
Timidamente, o pássaro preto ensina o trinado,
Pois pelo canto do galo foi despertado formando-se a orquestra da passarada.
Lentamente, na lombada do monte ou na chapada, além do horizonte percebe-se a coroa laranja do arrebol;
A escuridão, vai se afastando pois os pássaros estão festejando o novo raiar do sol.
Como é belo apreciar a ALVORADA
Que mansamente surge na esplanada
Da longíncua curvatura da terra;
Homens, empunhando o maço e o cinzel,
Iniciam a modelagem da pedra a granel
Escavadas das lavras do sopé da serra.
No interior da Oficina da "ALVORADA GOIANA"
constrói-se masmorras ao vício que engana os incautos Obreiros que almejam a perfeição;
Do meio dia à meia noite, em labor incansável,
Recebendo luzes do Mestre Venerável,
Contrói-se um Templo em cada coração.

 

Poema dedicado à loja Maçônica Alvorada Goiana em 17/11/1986, pelo Obreiro João Cristóvan Leão, com pseudônimo Zezé Leão.

Fonte: site da Loja Alvorada Goiana 1949

 


Palácio Maçônico do Grande Oriente do Estado de Goiás

 

Abel Tolentino
WebMaster