Loja Maçônica Luz no Horizonte 2038

 

História da Fundação da Loja Acácia do Cerrado

Loja Maçônica Acácia do Cerrado

 

O nascimento da Aug.: e Resp.: Loja Simbólica”Acácia do Cerrado”, confunde-se em parte com uma idéia obsessiva que há tempo rondava o meu mundo mental com relação a uma Loja maçônica onde pudesse congregar vários irmãos com idéias e ideais diferentes, mas que ao mesmo tempo fosse aglutinamento de irmãos interessados além do aprimoramento moral e filosófico existisse ainda o aprendizado do conhecimento maçônico, pois em minha vivência maçônica, percebi que alguns dirigentes de lojas buscavam tão somente uma maçonaria material feita do bater de malhetes acompanhado de toques e palavras e acresce-se a isso uma busca incessante de graus, cargos e outras benesses do gênero que do ponto de vista do aprimoramento espiritual-intelectual há pouco a somar ao nosso caráter. Mas deixemos de lado os pontos de vista pessoais e passemos aos fatos históricos.

Em meados do ano de 2006 foi iniciada uma conversa informal sobre a fundação de uma loja do Rito Brasileiro, fora do condomínio do Palácio Maçônico Násseri Gabriel, conversa esta que participava os irmãos Jair Dias Damasceno, Osmar Alves Moreira e o saudoso irmão José Silas de Sousa  da Aug.: e Resp.: Loja Simbólica Luz e Saber,  grande incentivador do movimento – o mencionado irmão partiu para o Oriente Eterno antes que se iniciassem os preparativos que iriam desaguar no nascedouro da Loja imaginada –  e essa idéia foi aumentando, a ela juntou-se o irmão Bento Monteiro de Souza. Em conversas com o irmão inativo Mariolice Boemer o assunto tomava mais impulso e recentemente veio a somar a este ideal o irmão André Luiz Bacci da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Aurora de Goiás, o irmão João José de Souza Jr., o irmão José Florêncio Sobrinho filho da Aug.; e Resp.: Loja Simb.: Restauração Pernambucana do oriente de Pernambuco.

Na data de 07 de Julho de 2007 num sábado foi marcado uma reunião na residência do irmão Osmar Alves Moreira com o objetivo de uma confraternização e ao mesmo tempo haveria uma troca de idéias sobre o nascimento da mencionada Loja que já começava a tomar força e vigor, de vários irmãos convidados, nesta reunião compareceram os irmãos regulares e ativos: Jair Dias Damasceno, o anfitrião da reunião o irmão Osmar, João José de Souza Júnior, Bento Monteiro de Souza José Florêncio Sobrinho, o irmão Valdeir da Aug.: e Resp.: Loja Simbólica Estrela no Horizonte, os irmãos inativos: Valter Toledo; Antonio Carlos Rodrigues da Costa, estes da Aug.: e Resp.: Loja Simbólica “7 de Setembro X” e  Manoel Dias, da Aug.: e Resp.: Loja Simbólica Minerva. Oportunidade que o irmão Jair Dias Damasceno, apresentou as seguintes propostas:

1 – Fundação de uma Loja do Rito Brasileiro no oriente de Aparecida de Goiânia-Go, pois não havia sentido se fundar uma Loja em Goiânia-Go, pois há havia 06 outras Lojas funcionando no condomínio do GOEG.

2 – Que a mesma deveria funcionar numa segunda-feira, com o argumento de que era o inicio da semana, propicio as boas energias dos obreiros prontos ao trabalho.

3 – Foi apresentado os seguintes nomes para a apreciação dos presentes:

ACÁCIA DO CERRADO, BANDEIRANTES  NO PLANALTO CENTRAL, CONSTRUTORES DO CERRADO, CONSTRUTORES DO PLANALTO CENTRAL, JAIME CÂMARA, INDEPENDÊNCIA E LIBERDADE, LUZ NO PLANALTO CENTRAL, OBREIROS DO PLANALTO CENTRAL, PENSADORES LIVRES, TRADIÇÃO E EVOLUÇÃO, e TRADIÇÕES GOIANAS

 

O nome que recebeu o maior número de votos foi “Acácia do Cerrado”

4 – O irmão Jair Damasceno ficou encarregado de tomar todas as providências cabíveis para a fundação da Loja, tanto no âmbito jurídico, no contato com outros irmãos interessados, busca e elaboração de documentos exigidos para tal projeto e tudo mais que se fizesse necessário.

5 – Apresentou ainda a sugestão que a data de fundação da Loja seria o dia 10 de setembro do ano em curso.

6 – Após esta reunião o irmão Jair Damasceno, procurou o Cartório de Registro de Títulos da Comarca de Aparecida de Goiânia-Go, e lá se inteirou do necessário para o registro de uma Loja Maçônica no âmbito civil.

Todas as propostas apresentadas pelo irmão Jair Damasceno foram aprovadas por todos os presentes.

Na data de 03 de agosto de 2007(sexta-feira) o irmão Jair Damasceno visitou a Loja co-irmã Trabalho, Cultura e Perfeição nº 1887 e em conversa particular com o Venerável Mestre irmão João Mendonça Filho informou a este que estava à frente de um grupo de irmãos que desejosos de fundarem uma Loja do Rito Brasileiro no Oriente de Aparecida de Goiânia-Go, buscava o apoio do prestimoso irmão, que de imediato se prontificou em ceder as dependências de sua loja para a realização de tal projeto, o irmão Jair Damasceno indagou ao mesmo tempo se poderia colocar no saco de Propostas e Informações a solicitação por escrito, ao que o irmão João Mendonça autorizou tal procedimento, o que foi feito, e naquela sessão o pedido foi aceito por unanimidade dos irmãos presentes. E nesta oportunidade de “fato” nascia a Loja Maçônica “Acácia do Cerrado”, o que só faltava era o nascimento de “direito”.

No dia 06 de agosto o irmão Jair Damasceno procurou o Eminente Grão-Mestre do GOEG irmão Eurípedes Barbosa Nunes, oportunidade que relatou os últimos acontecimentos com relação à fundação da nova Loja, o Eminente  irmão ouviu, e disse que o ideal seria uma reunião com a presença do Grande Secretário de Ritualística José Rodrigues Paim, pois todas as loja estariam subordinadas àquela secretaria e que a mencionada reunião poderia acontecer na manhã do dia seguinte. Nesta segunda reunião ambos o Eminente Grão-mestre e o Grande Secretário de Ritualística ouviram atentamente tudo sobre o projeto idealizado, terminada a exposição feita pelo irmão Jair Damasceno, tanto o Eminente Grão-Mestre como o Grande Secretário fizeram suas considerações e expressaram a preocupação de uma possível divisão interna no seio da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: “7 de Setembro X” nº 2.126 com o surgimento da nova Loja, o que foi totalmente descartado pelo irmão Jair Damasceno, que mencionou que tal projeto só seria vitorioso se contasse com a colaboração dos irmãos de “7 de Setembro”. Estando o Eminente Grão-Mestre e seu Secretário satisfeitos com os esclarecimentos, imediatamente colocaram a estrutura do Grande Oriente do Estado de Goiás a disposição do que se fizesse necessário. O passo seguinte foi comunicar à Delegacia do Rito Brasileiro em Goiás na pessoa do irmão Ocrair da Costa Ribeiro sobre os fatos em curso, em seguida o irmão Jair Damasceno iniciou uma corrida contra o tempo, pois a data de fundação seria o dia 10 de Setembro de 2007(segunda-feira), aproximava-se.

Neste intervalo de tempo foi providenciado pelo irmão Jair Damasceno a elaboração e confecção do estandarte da Loja, confecção e entrega de convites a todos os mestres maçons regulares do Oriente de Goiânia através das lojas jurisdicionadas para a sessão de fundação da nova Loja; preparação de todos os documentos necessários exigidos pela constituição do GOB e pelo Regulamento Geral da Federação para o caso de fundação de uma Loja.

Na sessão do dia 28 de agosto de 2007(terça-feira) o irmão Jair Damasceno como membro ativo da Aug.: e Respeitável Loja Simbólica “7 de Setembro X” nº 2.126, fez o anúncio oficial a todos os seus pares sobre a fundação de nova Loja no oriente de Aparecida de Goiânia-Go, e ao mesmo tempo convidou e solicitou ajuda de todos os irmãos para a nova empreitada que o mesmo se propunha, também na mesma sessão pediu a doação de alguns materiais que a loja dispunha e que não necessitava, mas que seria de grande ajuda na nova loja que ora nascia, e por último esclareceu que a nova loja nascia sem as tradicionais divisões internas em Lojas, e que a Loja nascedora, podia ser considerada filha de “7 de Setembro”, pois o irmão que ora falava era filho desta. O Venerável Mestre da Loja irmão Wilton Leite Mattos, na ordem do dia colocou em discussão o pedido que foi aprovado por unanimidade, e alguns mestres se colocaram a disposição para ajudar o irmão Jair Damasceno, como de fato ocorreu na sessão de fundação do dia 10 de setembro de 2007. Pois da Loja “7 de Setembro X” compareceram os seguintes Mestres-Maçons:

1 – Bento Monteiro de Souza

2 – Eraldo Benedetti;

3 – Francisco Pereira Dourado;

4 – Jair Dias Damasceno;

5 – João Pereira de Araújo;

6 – João José de Souza Júnior;

7 – Manoel Sebastião Bezerra;

8 – Mauro Abadia Goulão;

9 – Ocrair da Costa Ribeiro;

10 – Osmar Alves Moreira;

11 – Otair Beraldo Rodrigues;

12 – Pompeu Porto Damasceno;

13 – Vasco Barbosa Porto;

14 – Waldir Barbosa;

15 – Wilton Leite Mattos.

 

No total geral de presentes à sessão de fundação compareceram 36 irmãos, que assinaram a ata de fundação. Deste total:

15 irmãos eram da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: “7 de Setembro X” nº 2.126;

09 irmãos eram da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Trabalho, Cultura e Perfeição nº 1887;

03 irmãos eram da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Capela Aparecidente;

02 irmãos eram da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Minerva;

01 irmão era da  Aug.: e Resp.: Loja Simbólica Mensageiros da Liberdade;

01 irmão era da Aug.; e Resp.: Loja Simb.: Guimarães Natal;

01 irmão era da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Flor da Acácia Goiana;

01 irmão era da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Luz no Horizonte;

01 irmão era da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Asilo da Acácia;

01 irmão era da Aug.: e Resp.: Loja Simb.: Narceu de Almeida nº 2009 de Itauçu-Go;

E o Eminente Grão-Mestre Eurípedes Barbosa Nunes.

 

No dia 11 de setembro de 2007 foi protocolado no GOEG com toda a documentação exigida o pedido de autorização para funcionamento provisório, como determina as normas esculpidas na constituição do GOB e no Regulamento Geral da Federação, e na data de 14 de setembro, portanto quatro dias após a fundação através do ato nº 292/2007 era autorizada o funcionamento provisório da Augusta e Respeitável Loja Simbólica “Acácia do Cerrado”.

 

Oriente de Aparecida de Goiânia-Go, 18 de setembro de 2007

Jair Dias Damasceno CIM 199.796

 

Voltar à página principal

Abel Tolentino de Oliveira Junior
Loja Maçônica Luz no Horizonte 2038
Goiânia  -  GO  -  Brasil