Primeira Semana Maçônica de Goiânia

de 27 de janeiro a 2 de fevereiro de 1958

Nesta oportunidade estamos disponibilizando parte da palestra de encerramento da Primeira Semana Maçônica de Goiânia realizada no período de 27 de janeiro a 2 de fevereiro de 1958.

Palestra esta proferida pelo Irmão Francisco Durval Veiga, presidente honorário do evento, que teve como patrocinadora a Loja Ordem e Progresso 1196, e comissão organizadora composta pelos irmãos: Nasseri Gabriel - presidente (Loja Liberdade e União); Octacílio Araújo Guimarães - secretário (Loja Ordem e Progresso II); e Waldomiro Ribeiro de Paiva - tesoureiro (Loja Adonhiran).

Neste evento registrou-se a presença de 651 irmãos de 34 Lojas Maçônicas de Goiás e outros Estados, distribuídos pelos seis dias, foram os palestrantes:
 

Dia Palestrante Loja Maçônica Tema
27/01/58 Odorico Nery Aurora de Goiás A Maçonaria em face aos novos adeptos
28/01/58 Benedito Barreiras de Morais Adonhiran A Liberdade Individual
29/01/58 Rubens Carneiro dos Santos Ordem e Progresso O Trabalho
30/01/58 Divino José de Oliveira Educação e Moral A Maçonaria e a Política através dos tempos
31/01/58 Luiz Angelo Milazzo Liberdade e União A Maçonaria e os Problemas Sociais
01/02/58 Ilton Paranhos Asilo da Acácia Maçonaria e Religião
01/02/58 Francisco Durval Veiga Ordem e Progresso Palestra de Encerramento

Ao final da Primeira Semana Maçônica de Goiânia, a Comissão Central publicou um livreto com a palestras na integra, e com base nas informações adquiridas dos trabalhos apresentados sugeriu 10 recomendações:

1 - Que haja mais energia e precaução na admissão de novos associados, como objetivo de fortalecimento da Ordem.

2 - Que todas as Lojas façam uma intensa campanha no sentido de abolir, terminantemente, o uso de insígnias maçônicas, quer em cintos, lapelas, etc.

3 - Que façam nas iniciações quesitos auscultando se o candidato é possuidor de princípios democráticos, fazendo-lhe perguntas sobre o que entende por Democracia, por Liberdade, por Ditadura, etc.

4 - Que as Lojas se empenhem em eleger, nas eleições para os diversos postos da administração pública, cidadão capaz e de preferência maçons.

5 - Que se recomende aos obreiros em suas atividades maçônicas ou profanas: amor, dedicação e entusiasmo.

6 - Que os atuais maçons, inspirados na coragem e desprendimento dos seus antepassados, se comprometam a encarar todos os problemas nacionais com mais honestidade, repelindo qualquer interesses pessoais acima dos coletivos.

7 - Que os maçons de todas as Lojas, encarando a responsabilidade da Maçonaria em face dos problemas sociais, dispensam o maior apoio possível ao "PEMEG", a "FAMA", ao "INSTITUTO LIBERTAS" e a "ASBEG".

8 - Que, em face dos nossos princípios, cada maçom seja um defensor leal do aprimoramento dos costumes sociais que perigosamente tem contribuído para destruição da honra da família e da integridade da sociedade.

9 - Que quanto à tese Maçonaria e Religião, deve alertar a todos os maçons, que estejam sempre preparados para destituir essa inverdade ardilosa de que a Maçonaria é contra as religiões. Quando na verdade ela, a Maçonaria, está pronta até a defende-las.

10 - Que todas as conferências devem ser divulgadas o mais possível entre os Irmãos e Lojas do interior.

Fraternalmente


Abel Tolentino de Oliveira Junior
Loja Luz no Horizonte 2038


Palestra de Encerramento

"Ao se finda a 1ª Semana Maçônica de Goiânia, nessa festa de congraçamento entre todos os maçons e seus familiares, imperioso se torna o pronunciamento de algumas palavras de explicação e agradecimentos.

Aos pedreiros livres, seria redundante o esclarecimento em torno dos objetivos dessa realização, pois foi o próprio entusiasmo, assiduidade e interesse de todos os filhos da viúva, que permitiram o invulgar êxito da 1ª Semana Maçônica de Goiânia, cujos benéficos frutos iremos colhendo aos poucos. Para nos sem que haja nisso qualquer sentimento de vaidade, foi um acontecimento que marcará o início de novas atividades, novos rumos e realizações mais vivas e plenas de ação em favor da coletividade.

As esposas dos maçons, de um modo especial, nesta oportunidade, queremos informar que durante esses seis dias de semana que findou, seus maridos estiveram entregues á grande faina, em busca da verdade. Toas as noites nos reunimos e ouvimos a voz enérgica, sábia e orientadora dos conferencistas que foram convidados pelas oito Lojas Maçônicas desta Capital (1), afim de pronunciarem conferências e palestras sobre temas os mais palpitantes. O Palácio Maçônico da Avenida Paranaíba (2) vibrou de segunda a sábado, assistindo o revigoramento das disposições dos seus abrigados, que se mostram possuídos de alma nova para as metas futuras. Através da rememoração dos mais destacados e ilustres feitos da historia da Maçonaria, que é a própria historia real do Brasil, através da critica enérgica à praticas e costumes que devem ser banidos da Instituição, através da análise fria, real e objetiva dos mais angustiantes problemas sociais, políticos e econômicos e religiosos, focalizados sem o mínimo de sectarismo ou outra conduta que ofusque a verdade, nos os Maçons detivemos e meditamos muito, enveredando de agora em diante por mais luminosos caminhos. Assunto que até então eram considerados verdadeiros dogmas ou tabus, foram discutidos sabiamente e encarados nas suas cores mais vivas e reais.

Por isso repetimos sem receio de exagero, a 1ª Semana Maçônica de Goiânia, será um acontecimento que marcará novos rumos para todos nós. Essa foi a primeira realização do gênero e anos vindouros pelos tempos a fora outras semanas Maçônicas serão concretizadas e novos assuntos virão à baila. Esperamos e temos fé no Grande Arquiteto do Universo, que os que foram ontem focalizados não se tornem crônicos e permaneçam como objeto de cogitação dos próximos conclaves, revelando assim a inércia e a quebra de entusiasmo que reina em nosso meio. Cremos, com as forças do Altíssimo, que se forem novamente citados os temas de ontem, somente o serão como fatos históricos, para nos animar e nos conduzir encorajados à novas arrancadas.

Neste ano, coube a Loja Ordem e Progresso II o patrocínio da 1ª Semana Maçônica de Goiânia, por ter sido ela a idealizadora do referido acontecimento.

Em 1959 caberá a Loja Acácia Brasiliense II, conforme sorteio ontem feito, a realização da 2ª Semana Maçônica de Goiânia (3). Assim repousa sobre os ombros do irmão LEVINO venerável atual da referida Oficina ou sobre o seu sucessor, a responsabilidade do próximo encontro de todas as lojas desta Capital."


(1) As oitos Lojas mencionadas são do Grande Oriente: Liberdade e União, Acácia Brasiliense, Acácia Brasiliense II (atual Mensageiros da Paz), Aurora de Goiás, Asilo da Acácia, Ordem e Progresso II; e da Grande Loja: Adonhiran e Educação e Moral.

(2) O Grande Oriente do Estado de Goiás tinha sido fundado apenas à três meses (26/10/1957), na sede da Loja Maçônica Liberdade e União, local em que se realizou 1ª Semana Maçônica de Goiânia.

(3) A 2ª Semana Maçônica de Goiânia realizou-se somente após 28 anos, no período de 01 a 06 de setembro de 1986, sob também o patrocínio da Loja Maçônica Ordem e Progresso II, na sede atual do Grande Oriente do Estado de Goiás.

 

Voltar ao início

 

Abel Tolentino
Webmaster